Ebooks Grátis

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

OS CROCODILOS DA VIDA

Certa vez fui procurado por um colaborador da empresa onde trabalhava como gerente, para ajudá-lo numa decisão. Ele tinha pretensões de assumir um cargo de chefia, porém teria que passar por rígida seleção interna, da qual participariam candidatos de outros estados e estava com medo de ser reprovado.

Tentei acalma-lo e procurei mostrar a oportunidade que estava aparecendo. Alem disso, contei sobre as inúmeras decisões que as pessoas são obrigadas a fazer por toda sua vida.

Apesar de ouvir-me atentamente e saber que aquele era o último dia para inscrever-se, agradeceu-me e disse que provavelmente não iria inscrever-se.

Quando fiquei sozinho na minha sala, comecei a pensar numa forma de ajudá-lo, pois sabia da sua competência, apesar da pouca idade. Lembrei-me da história dos “Crocodilos da Vida” contada por um dos meus professores e decidi eu mesmo fazer a sua inscrição.

No final do dia contei de sua inscrição e relatei-lhe o seguinte:

Um milionário promove uma festa em uma de suas mansões e, em determinado momento, pede que a música pare e diz, olhando para a piscina onde cria crocodilos australianos:

- Quem pular na piscina, conseguir atravessa-la e sair vivo do outro lado ganhará meus carros, meus aviões e minhas mansões.

Neste momento, alguém salta na piscina...

A cena é impressionante. Luta intensa e o destemido se defende como pode. Segura as bocas dos crocodilos com pés e mãos e torce o rabo dos répteis. Muita violência e emoção. Parecia um filme do Crocodilo Dundee!

Após alguns minutos de terror e pânico, sai o corajoso homem, cheio de arranhões, hematomas e quase despido. O milionário aproxima-se, dá-lhe os parabéns e pergunta:

- Onde quer que lhe entregue os carros e os aviões?

- Obrigado, mas não quero seus carros e aviões?

- E as mansões?

- Eu tenho uma bela casa, não preciso das suas. Pode ficar com elas. Não quero nada que é seu.

Impressionado, o milionário pergunta:

- Mas se você não quer nada do que ofereci o que quer então?

E o homem respondeu irritado:

- Achar o engraçadinho que me empurrou na piscina!

Moral da História

Somos capazes de realizar muitas coisas que por vezes nós mesmos não acreditamos, basta um “empurrãozinho”. Um “engraçado”, em certos casos, também é muito útil na nossa vida!

Quanto ao colaborador, hoje é um dos diretores da empresa, e mantém um peso de papel na sua mesa sob a forma de um crocodilo... Ele tem sido útil para muita gente!

2 comentários:

Sônia Silvino disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
caurosa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...