Ebooks Grátis

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

LIDERANÇA E CHEFIA


A imprecisão do termo “líder” origina-se da imprecisão do conceito, pois é usado para referenciar quem comanda (chefe) como também para quem guia (líder). Muitas vezes os chefes são considerados formais com a investidura de poder.

O século XXI impõe uma nova consciência aos chefes para que sejam considerados lideres utilizando o poder da intuição e não o poder hierárquico. Deverão ascender à Consciência Superior. Essa sábia consciência, como uma corrente alternada, moverá os legítimos líderes a se voltarem para baixo e permitirem os liderados olharem para cima, alternando o ângulo de sua visão.

A verdadeira liderança emerge do grupo por sua força interior, independentemente de títulos ou de rótulos sem imposição ou sem necessariamente ser imposta por delegação de terceiros. Encontram-se nos mais diversos níveis da vida e em todas as idades. Consegue alcançar o coração de sua equipe. Mesmo que seja nata, necessita ser estimulada para que produza efeitos positivos. Em suma, o líder é todo aquele que desejando ou não, consegue de outros, adesão espontânea às suas atitudes ou ideias.

O líder tem como prioridade básica:
  • Motivar as pessoas a servir;
  • Estimulá-las a que realizem trabalhos mais eficazes;
  • Inspirá-las para que sejam mais produtivas e se tornem pessoas melhores, de modo a atingirem postos mais elevados.
  • Conscientizá-las, pelo exemplo, para que aumentem o seu ângulo de visão a cerca do seu mundo pessoal.

 Os dez pecados capitais de um chefe:

1.    Está sempre certo.
2.    Sem controle emocional.
3.    Aponta erros e culpa os outros.
4.    Desrespeita e diminui as pessoas.
5.    Centralizador.
6.    Tem medo de delegar.
7.    Visa o resultado, em detrimento das pessoas.
8.    Não reconhece o esforço.
9.    Baixa inteligência emocional.
10. Falta de ética nas relações.

 

O Líder ideal


Abaixo você encontrará 12 comportamentos. Sua tarefa será ordenar as características segundo uma lógica de importância para que o chefe se torne um líder. Coloque 1 para mais importante, 2 para a segunda mais importante e assim por diante.

A

Delega autoridade a seus subordinados em todos os assuntos que afetam diretamente o trabalho deles.
B

É justo na apreciação de esforços e resultados obtidos, fornecendo “Feedback” útil.
C

Dá orientações gerais e deixa os subordinados à vontade para executarem o trabalho.
D

Sua porta está sempre aberta para ouvir opiniões e problemas de seus subordinados.
E

Expressa confiança no trabalho dos outros e reconhecimento pelo que é bem realizado.
F

Reconhece e respeita seus subordinados como pessoa.
G

Encoraja a crítica de seus subordinados a respeito de sua atuação como chefe.
H

Tenta reduzir as diferenças de “status” entre sua pessoa e os subordinados imediatos.
I

Costuma elogiar trabalhos bem realizados.
J

Proporciona oportunidades de aperfeiçoamento e desenvolvimento de seus subordinados.
K

Costuma gracejar, oportunamente, para amenizar um ambiente tenso.
L

Comunica as razões de todas as decisões importantes a seus subordinados.

A ordem aconselhável é:

1
F
É fundamental reconhecer colaborador como pessoa e não como máquina.
2
C
O escopo principal da função do gerente é orientar pessoas para que elas produzam os resultados esperados.
3
E
Para motivar o colaborador no desempenho das suas tarefas é importante expressar confiança e reconhecer o trabalho bem realizado.
4
B
O reconhecimento tem que ser justo, nem acima nem abaixo do que foi realizado, e ao mesmo tempo o gestor deve aproveitar para fornecer feedback para que o colaborador possa sempre aprimorar seu desempenho.
5
A
À medida que o colaborador se aperfeiçoa, o gestor tem que delegar autoridade para que seus subordinados possam agir de forma que seu trabalho seja executado de maneira independente.
6
D
O gestor tem que adotar a política de portas abertas de modo que seus colaboradores possam retornar ao líder com novas ideias ou correções de procedimentos que eles acham necessários para um bom desempenho das tarefas e/ou do departamento como um todo.
7
J
Proporciona oportunidades de aperfeiçoamento e desenvolvimento de seus subordinados.
8
I
É importante elogiar os trabalhos.
9
L
As decisões tomadas tem que ser comunicadas aos colaboradores baseadas nos por quês de terem sido tomadas, de modo que todos possam ter ciência da importância das diretrizes do líder.
10
H
Os colaboradores sabem da existência da hierarquia na organização, mas o líder tenta sempre reduzir as diferenças de “status” entre sua pessoa e os subordinados imediatos, para que o clima seja o mais fraterno possível.
11
G
Como ninguém é perfeito, o líder deve encorajar a crítica de seus subordinados a respeito de sua atuação como chefe, de modo que ele possa sempre se ajustar a postura de líder.
12
K
Costuma gracejar, oportunamente, para amenizar um ambiente tenso.

Pense nisto!

Autor desconhecido.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...