Ebooks Grátis

sábado, 11 de fevereiro de 2017

MARKETING NA GESTÃO EMPRESARIAL

Não adianta ter um bom produto, mas não ter um público que o consuma. É a velha teoria da oferta e demanda já conhecida até mesmo pelos empreendedores mais inexperientes. Mas não somente isso, já que se encontra aliada também ao propósito do que é superior ao produto em si, ou seja, a marca que ele carrega. Tudo isso envolve a imagem da empresa diante dos consumidores, a variedade de produtos, entre outras questões.

Marketing na Gestão Empresarial


Pensemos nas marcas de tênis esportivos. Sabe-se que há várias, mas as líderes de mercado se resumem a duas ou três. Tomemos como exemplo duas delas, nomeadas de maneira imaginária como A e B. Pois bem, os produtos de ambas são reconhecidos diante do público pela qualidade e tradição no setor que atuam. Falando especificamente dos modelos de tênis ofertados por ambas, há pequenas diferenças no design, mas, os propósitos são o mesmo: um que oferece mais conforto, outro que é mais casual e assim por diante. Portanto, o que deve ser feito para a marca “A” superar a “B” e conquistar cada vez mais clientes? Sem dúvidas, investir no marketing.


As estratégias de marketing atuam durante todo o processo de gestão empresarial, e são muito mais do que técnicas para vender o produto já confeccionado. Deve-se pensar no marketing antes mesmo de criar o bem ou serviço a ser vendido, questionando se ele é realmente necessário ao mercado onde a empresa está instalada. Uma das ferramentas de diagnóstico nesse sentido é a Análise SWOT. Desmembrando a sigla, o significado é composto pelas palavras:


Strengths - Forças

São os diferenciais que uma determinada empresa possui em detrimento a outras do mesmo setor. Por exemplo: estabilidade financeira ou plano sólido de fidelização com clientes.

Weaknesses - Fraquezas


É tudo aquilo apontado pela própria empresa como ponto negativo. Exemplos: imagem da marca prejudicada, empregados insatisfeitos e outros.

Opportunities - Oportunidades


São as possibilidades de crescimento da empresa no seu segmento. Por exemplo: a inauguração de uma nova franquia ou a conquista de um novo público.

Threats - Ameaças


Tudo aquilo que pode ameaçar o desenvolvimento dos negócios. Exemplos: catástrofes naturais ou aumento da concorrência.

Os dois primeiros fatores são internos à organização, já os últimos são externos. Depois de realizado o levantamento referente a cada um dos fatores, a gestão da empresa pode atuar exatamente nos pontos que necessitam de melhoria, agindo de maneira mais defensiva ou de confronto diante dos concorrentes.

Pense nisto e tenha uma ótima semana!


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...