Ebooks Grátis

segunda-feira, 12 de abril de 2010

O PAPEL GERENCIAL

Fortemente influenciado pela globalização da economia mundial, o século XXI requereu novas técnicas de gestão inovadoras, principalmente no que se refereria ao ativo humano. Foi essencial que se desenvolvessem processos integrados e fundamentados nas competências, investindo em seus colaboradores como empreendedores ao invés de meros cumpridores de normas e procedimentos. O corpo funcional passou a ser visto como participante ativo do negócio organizacional.

Já o momento atual exige não só a contratação da mão-de-obra, mas que se contrate a mente e o coração das pessoas. De nada adiantam modernas técnicas de gestão, equipamentos e sistemas sofisticados se não houver pessoas emocionalmente equilibradas para fazê-los funcionar, para fazer o negócio acontecer. Como conseguir este equilíbrio? Através da competência gerencial, em que o gestor desenvolve, cada vez mais, de forma integrada seus conhecimentos, habilidades e atitudes, para lidar com seus colaboradores.

Considerada a era da informação, o 3º milênio propõe uma nova oferta de trabalho. Os modernos sistemas integrados de gestão surgem como parte da globalização, diminuindo o efetivo humano, trazendo a época dos serviços – que requer profissionais qualificados de forma diferenciados, perfeitamente capacitados para usar o equilíbrio de sua competência na relação com o consumidor.

Cabe ao gerente então, dentro do enfoque moderno de gestão, auxiliar o corpo funcional a desempenhar atribuições que agreguem valor ao negócio, desenvolvendo seu banco de talentos. Para tal, é preciso, antes de qualquer coisa, que o gestor esteja aberto ao autodesenvolvimento.

Para iniciar, ele deve definir seu perfil executivo, suas competências básicas, investindo em seu potencial, preparando-se no desenvolvimento de seu papel como gerenciador de talentos. Ele é, melhor que qualquer outra, a pessoa indicada para identificar as necessidades humanas de sua área.

Antigamente, os recursos humanos ficavam sob responsabilidade da área de Recursos Humano, hoje isso é atribuição gerencial e dividida por todos gerentes da organização. O profissional de RH deve assumir o papel de consultor interno, orientando e facilitando ao gerente no que diz respeito aos processos necessários para corrigir desvios na performance do desempenho de sua equipe. Quanto à escolha, identificação de talentos, avaliação e acompanhamento profissional, isso é papel gerencial.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...