Ebooks Grátis

sábado, 2 de janeiro de 2016

QUEM NÃO DELEGA NÃO GERENCIA

Alguns autores afirmam que gerenciar é realizar um trabalho através de outros e que delegar seria autorizar outros a desempenhar tarefas específicas sob sua supervisão, liberando-o para ser mais produtivo e criativo.

A delegação é uma versátil ferramenta da área gerencial, mas infelizmente muitos Gerentes a evitam, têm medo ou a usam incorretamente:

  • Porque se preocupam com o fato de que seus funcionários possam errar;
  • Porque não compartilham o crédito pelo sucesso;
  • Porque não têm tempo para ensiná-los o trabalho delegado;
  • Porque não confiam nas técnicas que os funcionários utilizariam;
  • Porque preferem manter o controle total sobre seu trabalho, fazendo tudo eles mesmos

Mas, aqueles que delegam mal são frequentemente denominados de “gerentes ineficazes”, porque negam a si mesmos os principais benefícios da delegação:

  • Ter mais tempo para desenvolver soluções específicas e trabalhar em tarefas rotineiras;
  • Colocar a autoridade da decisão nas mãos dos que estão mais próximos dos problemas e das oportunidades em questão;
  • Desenvolver funcionários conflitantes e competentes, que pensem por si mesmos e requerem mínima supervisão;
  • Aumentar sua própria possibilidade de progresso ao preparar subordinados para assumirem posições elevadas.
Na visão de Peter Drucker, para se tornar eficaz um Gerente verdadeiramente, deve saber estruturar projetos, atribuir responsabilidades, estabelecer prazos e acompanhar o progresso do seu grupo.


Dessa forma, delegar não exime a responsabilidade gerencial, pois com o tempo o Gerente saberá treinar seus subordinados a realizarem mais e melhor, de forma a liberar-lhe maior parcela de tempo. Sendo assim, seguem abaixo algumas dicas para delegar melhor:

  • Permita que os outros se desenvolvam e não tome o crédito para si. Dê aos subordinados um senso de importância maior, sendo rápido ao elogiar e lento ao criticar.
  • Esteja (ou pareça) fascinado pelos resultados, pois a adequada apreciação lhe garante a cooperação da próxima vez. Delegue às pessoas que entendam (naturalmente, ou através de treinamento) sua filosofia, seus objetivos e sua estratégia; se não, você estará apenas abdicando e não delegando.
  • Avalie o risco da delegação perguntando-se qual a pior coisa que poderia acontecer de errado. E, se for realmente muito ruim, acompanhe de perto. Estabeleça pontos de acompanhamento no projeto que permitam aos subordinados falharem sem perder tudo, incluindo tempo para corrigir erros. Após a delegação insista em ser informado a cada ponto de acompanhamento, mas não interfira sem necessidade.
Pense nisto é tenha uma ótima semana!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...