Ebooks Grátis

quinta-feira, 15 de julho de 2010

A AMAZÔNIA E O OESTE DO ESTADO DO PARÁ

Continuando a minha proposta de prestar homenagem aos meus amigos e parceiros, apresento-lhes o Prof. Ms Hélvio Moreira Arruda, administrador e profissional de marketing. Entre inúmeras atividades que desenvolve, é diretor da FIT Faculdades Integradas do Tapajós, em Santarém, dizendo-se de passagem, uma das faculdades mais organizadas e competentes que já tive o prazer de dar aula.

Feita a apresentação, saibam um pouco mais sobre esta região.

A Região Amazônica é composta por oito Países: Brasil, Peru, Equador, Colômbia, Bolívia, Guiana Francesa, Suriname e Venezuela, sendo que de seus 5,5 milhões de quilômetros quadrados, 3,3 estão em território brasileiro, o que nos dá hegemonia sobre o grande pulmão verde remanescente no planeta Terra.

Com a maior Bacia Hidrográfica do Globo, a Amazônia está associada à palavra indígena AMASSUNU, a qual significa “ruídos das águas”. O rio Amazonas, maior rio do mundo em volume d’água e agora também em extensão, superando o rio Nilo, na África, conta a região com seus afluentes, tornando a Região possuidora da maior manancial de água doce da Terra.

As distâncias amazônicas tornam difíceis os controles territoriais fronteiriços. Tem na navegação fluvial a principal, para não dizer a única via de deslocamento de moradores das localidades extremas de nossa Amazônia, deixando esses brasileiros em estado de esquecimento, com saúde e educação comprometidas.

Um forte desejo de autonomia brota na Região Oeste do Estado do Pará, no coração da floresta amazônica, a qual está estimada em 58% da área geográfica do Estado do Pará, vislumbrando uma nova unidade federativa. Com a economia em crescimento, principalmente pela dinamização da agroindústria, pelas indústrias de mineração, Santarém, cidade pólo da Região, possui um porto privado por onde exporta grãos a granel e outro porto estatal para exportação de produtos oriundos da floresta.

No aspecto educacional, Santarém dispõe de três instituições de ensino superior pública e três particulares. Em breve, o governo federal instalará a Universidade Federal do Oeste do Pará, cujo projeto já se encontra em trâmite no Congresso Nacional.

A população do Oeste paraense deseja contribuir para a conservação e integridade territorial da Região Amazônica, cuja falta de presença do poder público Estadual e Federal, impede o deslanche do desenvolvimento econômico regional. A criação de um novo estado no oeste paraense, seria um grande projeto de desenvolvimento econômico e social no Norte do Brasil.

Autor: Prof. Ms Hélvio Moreira Arruda - Administrador de Empresas, Pós – Graduado em Marketing e Mestre em Administração com ênfase em Marketing. Professor e Diretor da FIT - Faculdades Integradas do Tapajós, Santarém, PA – helvio@fit.br

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...