Ebooks Grátis

sexta-feira, 8 de julho de 2016

QUANDO CONTRATAR UM CONSULTOR?

Certa vez fui convidado pelo Rotary Clubs para para um jantar e fazer uma palestra sobre consultoria. Como há muito tempo aprendi com um brilhante palestrante que devemos falar de pé para sermos vistos, alto para sermos ouvidos e pouco para sermos apreciados, sintetizei meu tempo nos 10 pontos abaixo:

1. Porque sua empresa quer contratar um consultor? Não chame os homens de preto se você não souber exatamente o que quer. Analise seu problema e veja aonde sua empresa quer chegar com a solução. Não faça nada se o grupo não estiver realmente convicto de que um consultor é necessário.


2. Sua empresa realmente precisa de consultores para resolver a questão? Se você tiver dentro da empresa pessoas capacitadas, tempo, informação e recursos para tocar o projeto, esqueça a consultoria. Ela não fará o menor sentido.

3. Que tipo de consultor contratar? Uma consultoria só será útil se tiver experiência na solução do "Seu" tipo de problema e se souber o mínimo sobre o "seu" negócio. Evite comprar pacotes de ideias.


4. Cheque a reputação e a competência da equipe com clientes que já passaram pelo mesmo processo e tente escolher os consultores mais adequados para a sua necessidade. Peça uma proposta formal a duas ou três consultorias e escolha a que melhor se adaptar às suas necessidades.

5. Quanto tempo o trabalho vai levar? Qual será o custo? Antes de assinar o contrato, negocie prazos e preço. Evite surpresas. Algumas empresas já estabelecem em contrato multas por atrasos injustificados e vinculam os horários da consultoria aos resultados obtidos. Leve em conta a relação custo/benefício. Seus ganhos vão ser pelo menos dez vezes maiores que seus gastos?


6. Nunca desista de controle. Ninguém conhece mais seus negócios do que você e sua equipe. Como diz Arthur Martinez, presidente da Sears: consultores devem agir como capitães, não como generais. Essa tarefa cabe aos executivos da empresa.

7. Não espere por resultados ruins para reclamar. Sua tarefa, como executivo, é acompanhar de perto o andamento dos trabalhos. Se há algo errado, grite, reúna os consultores e corrija o rumo.


8. Valorize seus funcionários. Sozinhos, consultores podem muito pouco. As informações, as ideias e a colaboração do pessoal da empresa são fundamentais para o sucesso da consultoria. Eles têm de ser ouvidos.

9. Controle resultados. Analise, passo a passo, os processos feitos. Quantas das recomendações foram aceitas? Rejeitadas? Modificadas?

10. Ouça. Consultores só fazem sentido se você estiver realmente disposto a ouvir o que eles têm a dizer. Se não houver um real desejo de mudança, você estará jogando dinheiro fora. 

Nota do Autor

Se você tiver dúvidas sobre a necessidade de sua empresa contratar um profissional, solicite gratuitamente o questionário 
SUA EMPRESA PRECISA CONTRATAR UM CONSULTOR?


Fontes: How to Select and Use Management Consultants (ACME - Association of Management Consulting Firms), Dangerous Company e Harvard Management Update

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...